ABCCC - Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos

Cinco núcleos na ativa, seis modalidades em jogo: veja como foi o último fim de semana da Raça

17 DE FEVEREIRO DE 2022 - ATUALIZADA EM 17 DE FEVEREIRO DE 2022 | Redator: Redação ABCCC

Freio de Ouro, Freio Jovem, Doma de Ouro, Freio do Proprietário, Paleteada e Crioulaço: uma diversidade de modalidades da Raça foi contemplada pelos Núcleos de Criadores de Cavalos Crioulos nos eventos realizados no último final de semana (12 e 13 de fevereiro). Cinco núcleos do Rio Grande do Sul estiveram em plena atividade, dando os seus primeiros passos no Ciclo 2022. Confira o que aconteceu:

O município de Herval sediou, dos dias 10 ao 13, uma Credenciadora de Inéditos ao Freio de Ouro (foto de capa) que teve a participação de 12 fêmeas e 9 machos. Provido do aporte de R$12 mil oferecidos pela ABCCC para a realização de Credenciadoras, o NCCC de Herval pôde aprimorar a qualidade da competição realizando melhorias na sua infraestrutura, como conta a presidente do Núcleo, Amanda Xavier: “O aporte foi super importante para nós porque pudemos fazer o retorno para o gado, que antes não tínhamos. Também conseguimos colocar uma quantidade de areia na pista”. Os ginetes Milton Castro e Fernando Andrighetti ficaram no topo dos rankings da Credenciadora, ao apresentarem, respectivamente, a égua Imperatriz II do Purunã e o cavalo Berro Grosso Ico. Veja aqui os resultados e fotos da seletiva.

A programação do Núcleo de Herval não acabou por aí: também foram realizadas Classificatórias ao Freio Jovem e ao Freio do Proprietário. A competição das crianças e adolescentes teve a participação de 9 ginetes competindo em 6 categorias. Todas as disputas do final de semana foram avaliadas pelos jurados Gustavo Silveira, José Francisco de Moura e Rodrigo Teixeira, trio elogiado pela presidente do Núcleo: “Foi impecável a indicação da ABCCC”, avalia Amanda. O evento teve a supervisão técnica de Carlos Marques Gonçalves Neto.

Ainda na fronteira sul do estado, o Núcleo Quaraiense realizou, junto à programação do 8º Espora Solidária de Quaraí, seletivas oficiais de Doma de Ouro e Paleteada. Nas Credenciadoras de Paleteada, as quinze duplas da Força A e seis duplas da Força B estiveram sob a avaliação dos jurados Cleir Brandolt e Felipe Silveira. Confira aqui os resultados. A disputa da Doma de Ouro teve 16 participantes, avaliados pelos jurados Floriano Faria Corrêa e Pedro Signoretti Dias. O conjunto formado pelo ginete Emerson Tomé e a potranca FR Mona Lisa garantiu o primeiro lugar da competição. Manoel Macedo Pons Neto foi o técnico responsável pelo evento. Veja os resultados neste link.

Outro Núcleo a realizar provas de Doma de Ouro no último final de semana foi o de Rio Grande. Dos 20 competidores que entraram em pista, Nathan Valadão levou a melhor, montando a fêmea Negaça do Mako. Os cinco conjuntos melhor ranqueados foram presenteados com uma premiação em dinheiro. Júlio César Hax e Leonardo Teixeira formaram a dupla avaliadora da disputa, e Frederico Vieira Araújo foi o responsável técnico do evento. Veja os resultados da competição. Muito em breve, de 11 a 13 de março, o Núcleo de Rio Grande realizará evento que vai reunir uma Credenciadora Mista ao Freio de Ouro, Classificatórias aos Freios Jovem e do Proprietário, e um Campeonato de Paleteada. Na página do Núcleo no Instagram, veja mais informações. 

Em Igrejinha, entre os dias 12 e 13, o Núcleo de Voluntários e Criadores de Cavalos Crioulos do Vale do Paranhana comemorou o seu segundo aniversário com um evento que agregou seletivas do Crioulaço e Laço Criador, além do seu I Freio de Ferro. O Crioulaço, com resultados disponíveis aqui, teve a participação de 13 duplas; já o Laço Criador, com resultados neste link, teve sete participantes. O troféu Flávio Nunes, idealizado pelo NVCCCVP para representar o Selo de Raça como homenagem ao primeiro criador da região dos vales dos Sinos e Paranhana, foi destinado às éguas Tormenta da Marca Sol, no Crioulaço, e Enserenada 10 do Ronier, no Laço Criador. Marcelo Montano Coelho foi o técnico responsável pelo evento.

O Freio de Ferro, idealizado pelo Núcleo de Criadores da Encosta da Serra e resgatado agora pelo Núcleo do Vale do Paranhana, é uma competição não oficial da Raça composta pelas seguintes etapas: Andaduras, Figura da prova de Doma, Volta Sobre Patas e Esbarradas, Paleteada sem retomada e Tiro de Laço. Fabio Serini, presidente do NVCCCVP, conta qual é o público-alvo da disputa: “A intenção é estimular o ginete iniciante, o pequeno criador ou praticante de tiro de laço, que tem bastante força aqui na nossa região, a adquirirem experiência nessas provas funcionais”. Participaram do Freio de Ferro nove competidores, entre os quais duas crianças, que receberam troféus em reconhecimento à sua participação. Um nome de peso foi responsável pelo julgamento das provas: o jurado da Lista 1 da ABCCC Luís Rodolfo Machado, que tem vasta experiência inclusive nas finais do Freio de Ouro. O Núcleo ofereceu R$2.400 de premiação aos competidores. 

Por fim, a capital do estado também foi palco de uma competição da Raça no sábado. O NCCC de Porto Alegre realizou Credenciadoras de Paleteada, que tiveram 18 duplas competindo na Força A e sete na Força B. Sob o julgamento de Bruno Wagner da Silva e Rodolpho Demoliner, a dupla da Força Alta a garantir o topo do pódio foi a dos ginetes Lucas Justo da Silva, montando TST Torpedo, e Jhon Santos de Oliveira, montando Duetto Fandangueiro. Veja aqui as demais colocações. Fernando Gravina foi o responsável técnico do evento.

Próximos eventos

Confira no calendário o que vem a seguir na programação do Cavalo Crioulo! No instagram @cavalocrioulooficial, você também encontra os flyers dos próximos eventos organizados por Núcleos, no destaque “NÚCLEOS”. Sempre que um Núcleo quiser ter seu evento divulgado pela ABCCC, deve enviar o flyer + informações sobre o evento para o e-mail site@abccc.com.br.